Todos os posts de Redação

Vale a pena ver a série 3% na Netflix?

3% é uma série brasileira que chegou exclusivamente à Netflix. O enredo se passa em uma sociedade fictícia onde a meritocracia impera acima de tudo. Os personagens devem, basicamente, escolher entre passar no Processo e se tornarem pessoas com boas condições de vida ou morarem na pobreza para sempre, sem chance de ascensão social. Somente 3% da população que tenta a sorte nesse teste é aprovada.

A ideia é simples. Nessa sociedade ao estilo Admirável Mundo Novo, o Processo é comandado por Ezequiel (João Miguel), um homem pacato, mas de habilidade evidente de liderança. É ele que elabora as provas que mostram se os candidatos são ou não merecedores do Maralto, o local onde vivem os bons.

Legion é um seriado de X-Men que ensina uma lição importante de psicologia

3% não se parece muito com as séries tipicamente brasileiras, aquelas que passam por volta da meia-noite na Rede Globo. Ela é mais hollywoodiana, ainda que evidentemente com recursos escassos.

Os cenários simples e clean ajudaram a deixar o clima do seriado quase tão leve quanto o dos filmes das obras de Chico Xavier. No entanto, nem tudo são flores por ali e as óbvias críticas à meritocracia pura e simples começam a aparecer conforme o enredo se desenrola.

netflix-3-serie
3% mostra a história de pessoas pobres separadas da riqueza por um Processo

No total, são 8 episódios com duração média de 40 minutos. O primeiro capítulo já é envolvente, mas é a partir do segundo que ficamos realmente presos à série. Se você viu os dois primeiros, com atenção e de coração aberto, e não gostou, melhor abandonar o barco. Esses episódios já indicam o caminho da trama.

3% teve muitas críticas quanto ao roteiro, quanto a sua –suposta– previsibilidade e, claro, por ser uma produção brasileira. Ainda assim, dei uma chance à série e não me arrependi.

Me senti vendo Lost novamente, uma história fictícia cheia de emoção e com boas chances e terminar como algo que fosse plenamente satisfatório. Ao chegar ao fim do 8º capítulo de 3%, me surpreendi. Em vez de ser o tipo de seriado que você somente aproveita a viagem e não o destino final (Lost foi assim para mim), o desfecho foi, ao mesmo tempo, satisfatório e familiar.

Vale a pena assistir 3%–mesmo que seja só para você criticar a série depois.

Legion é um seriado de X-Men que ensina uma lição importante de psicologia

Você já ouviu falar no Legion? Se você é fã de quadrinhos ou da Marvel, provavelmente sim. Mas muita gente não conhece esse peculiar personagem que é o filho do mutante mais poderoso do mundo: Charles Xavier.

Legion, ou Legião, também tem poderes psíquicos. No seriado criado da emissora FX, ele é retratado como um jovem adotado que tem esquizofrenia. Aos poucos, ele aprende que não é bem essa condição médica que lhe afeta. O seu problema, na verdade, vem de seus poderes.

Diferentemente dos filmes de X-Men, não são os efeitos especiais que imperam, mas, sim, um roteiro confuso e intrigante que se desenrola ao longo de oito episódios. Apesar de parecer um número bem limitado de capítulos, cada qual com 45 minutos, em média, o enredo se adaptou bem ao tempo que lhe foi dado pela emissora.

Legion não é um mutante ao estilo Wolverine, que tem as lutas e o drama do passado como principais fios condutores da história. O passado de Legion tem pouco espaço no seriado — Xavier não chega a aparecer por um momento sequer na primeira temporada.  

O mais interessante sobre esse seriado, de longe, é como ele nos ensina a importância de ser racional em momentos de crise. Quando se vê em verdadeiros apuros é que o lado racional do personagem assume o comando de sua mente e coloca-o novamente no eixo. A partir de então, todo o poder digno de um mutante nível ômega é liberado.

david-charles-heller

Aqui, é possível comparar a explosão de poder com a de Jean Grey em X-Men: Apocalipse. Claro que os efeitos especiais não são do mesmo nível, mas a emoção transmitida é.

Com anos de terapia, posso afirmar seguramente que o uso do raciocínio como um freio natural para o momentâneo descontrole de emoções é a melhor lição que aprendi nos últimos anos e Legion ajuda a tornar isso mais popular. Basta querer enxergar.

O seriado não está na Netflix (o que é realmente uma pena), mas é exibido pela FX, na TV por assinatura. Vale a pena conferir, ainda que seja preciso ter paciência e saber que você verá episódios bem confusos que culminam em um final bacana. O pay-off vale o investimento do seu tempo.

Maior batalha de Luke Cage é provar que estupro não é culpa da vítima

Como usar cartão de débito na Uber

Se você é usuário da Uber já sabe que a empresa aceita pagamentos via cartões de crédito e dinheiro. Agora, ela começará a aceitar o uso de cartões de débito nas corridas. A melhor parte? Você não precisará colocar o seu cartão em nenhuma maquininha, tudo será feito pelo aplicativo.

Nessa fase inicial, o pagamento via débito será exclusivo para clientes Banco do Brasil e Bradesco com bandeira Visa. Quem tem conta no Santander terá que pagar com cartões de débito Mastercard.

Para motoristas, o novo meio de pagamento não muda em nada, os pagamentos continuam a ser regularmente enviados pela Uber.

Entretanto, a novidade chega como uma notícia para quem é motorista parceiro da Uber. Uma das reclamações mais recorrentes é que a possibilidade de pagamentos em dinheiro, o que coloca-os em risco por terem que andar com dinheiro em mãos. Esse novo meio de pagamento pode ajudar a reduzir esses chamados, bem como a necessidade de ter dinheiro trocado no bolso o dia todo.

Confira o passo-a-passo:

– Abra o app da Uber, abra o Menu e clique na seção Pagamento

debito uber

– Clique em Adicionar Forma de Pagamento

Debito uber2



– Clique em Cartão de Crédito ou de Débito

Como pagar cartão de debito Uber

– Insira os dados do seu cartão de débito ou dual (débito e crédito) e pronto!

Foto por freestock.org

Este post foi publicado originalmente em Tec Dica

Veja como os órgãos da mulher mudam durante a gravidez

A gravidez provoca uma série de mudanças na mulher: rotina, comportamento e saúde. Em parte, isso acontece devido à acomodação do bebê dentro de seu corpo.

Conforme o feto cresce, ele ocupa mais espaço em sua mãe. O movimento pode ser um tanto chocante para quem vai ter o primeiro filho. Porém, é importante saber pelo que o seu corpo vai passar durante os nove meses de gestação.

A animação abaixo é exibida pelo Museu de Ciência + Indústria de Chicago, nos Estados Unidos. A exibição na instituição mostra como a gravidez afeta o corpo da mulher.

Você pode ver o gif, reproduzido no topo do post, ou o vídeo no YouTube abaixo, que mostra o o crescimento do feto mais lentamente.

Via ScienceAlert

Blade Runner 2 ganha trailer e estreia em 2017 – Ridley Scott diz que pode haver continuações

Blade Runner é um filme muito popular no universo nerd e trata de um tema muito em voga atualmente: inteligência artificial. 30 anos após os eventos do primeiro filme, que termina com um questionamento agora respondido, Rick Deckard (Harrison Ford) é procurado por o policial de Los Angeles K (Ryan Gosling), que é um blade runner. O que leva os personagens ao encontro é uma descoberta que pode mergulhar a sociedade em completo caos.

O diretor Ridley Scottafirmou anteriormente que o filme pode ter continuações. Blade Renner 2049 estreia em 6 de outubro de 2017.

O elenco do filme conta com Harrison Ford, Ryan Gosling, Jared Leto, Mackenzie Davis, Carla Juri, Barkhad Abdi, David Dastmalchian, Hiam Abbass, Robin Wright, Dave Bautista, Lennie James e Dennis Villeneuve.

Via Omelete

Drones filmam tigres de perto e sobrevoam vulcão

Drones já revolucionam as filmagens há algum tempo. Você pode ter cenas aéreas do seu casamento ou mesmo acompanhar a obra do seu apartamento comprado na planta com o auxílio desses aparelhos. Agora, são as gravações ao estilo National Geographic que começam a apresentar os resultados do uso desses pequenos voadores.

drone-tigre-video

É claro que nem sempre tudo sai como esperado. Um drone, por exemplo, já foi devorado por leões. Outro, teve que ser sacrificado ao sobrevoar um vulcão. Ainda assim, os resultados são vídeos incríveis. Um dos mais interessantes mostra tigres em seu habitat natural – sem precisar colocar nenhum ser humano em risco.

Aqui no Brasil, as fabricantes de destaque que vendem drones são a DJI e a Parrot.

Veja a seguir alguns dos vídeos mais legais feitos com drones.

No vídeo a seguir, o drone sobrevoa um vulcão ativo no arquipélago de Vanuatu, no Pacífico Sul.

 

 

O próximo vídeo mostra elefantes em seu habitat natural.

 

E este é o vídeo em que o drone é atacado por leões, como eu disse ali em cima.

 

Como bônus, aí vai um vídeo mostrando algumas filmagens com drones que deram errado neste ano.

 

Os autores e sites mais populares da internet

captura-de-tela-do-agregador-de-noticias-digg

Você já deve ter se perguntado em algum momento qual é o site mais popular da internet. O pessoal de uma empresa chamada Priceonomics se fez a mesma pergunta e decidiu analisar diversos artigos publicados ao longo de quatro anos.

A fonte usada no levantamento foi a página inicial do Digg – uma plataforma de conteúdo que tem até um leitor de RSS bacana e bem parecido com o Feedly –, que tem cerca de 40 artigos e vídeos. Lá, os visitantes receberam conteúdos sérios e irreverentes, inquisitivos e caprichosos, e engraçados e surpreendentes.

Segundo a diretora editorial do Digg, Anna Dubenko, os sete editores que selecionam conteúdos para a página principal do seu agregador de notícias buscam artigos inteligentes, interessantes, feitos sob medida para pessoas curiosas – mas não listas ou pedantismos.

O interessante é ver que ainda há muitos sites tradicionais no topo. O jornal New York Times, The Guardian e Washington Post.

Apesar disso, o autor mais popular no Digg é de um site chamado Atlas Obscura, que trata de curiosidades e algumas notícias alternativas, como o fato de que Mozart vendeu mais CDs do que a Beyoncé em 2016.

A melhor para da seleção de notícias do Digg, analisada pela Priceonomics, é que a plataforma não segrega autores por veículos de mídia específicos. Por isso é que vemos escritores de sites pequenos na lista, como é o caso do Petapixel (que é um excelente site sobre fotografia). 

Deus e Barack Obama sempre foram temas muito recorrentes, mas Donald Trump chegou em 2016 para superar ambos no quesito interesse do público (e da mídia também, talvez?).

O Priceonomics divulgou vários rankings. Esse primeiro mostra os sites mais populares entre julho de 2012 e outubro de 2016.


sites-mais-populares-da-internet-com-conteudo-entre-2012-e-2016

Este outro ranking trata dos autores que fizeram conteúdos mais populares.

autores-mais-populares-na-internet-entre-2012-e-2016

Esta terceira lista mostra os autores mais populares quando não são considerados os 100 maiores sites.

autores-mais-populares-que-trabalham-em-pequenos-sites-entre-2012-e-2016

E esta lista mostra os sites mais populares em 2013 e os mais populares em 2016.

sites-mais-populares-da-internet-em-2013-e-em-2016-compracacao

 

Por fim, há ainda um ranking com as personalidades que mais apareceram em notícias e artigos publicados na web.

pessoas-mais-populares-em-artigos-entre-2013-e-2016

Fonte: Priceonomics

___________________________________________________

Cultura Virtual é um blog sobre Tecnologia, Internet, Cinema e tudo que permeia o conceito de cultura digital.

 

Vídeo da Nasa mostra quatro dias em Saturno em 2 minutos

Se você não acompanha assiduamente o noticiário de astronomia, provavelmente nunca viu uma imagem do planeta Saturno feita pela Nasa.

imagem-do-planeta-saturno-feita-pela-nasa-com-a-sonda-cassini

A sonda espacial Cassini filmou o planeta famoso por seus aneis gasosos durante quase 44 horas no mês de abril deste ano. Toda essa visão de quatro dias (um dia lá tem 10h42min) no planeta foi sintetizada em apenas 2 minutos.

No fim de sua missão, a sonda inicia uma série de mergulhos entre o planeta e seus aneis em abril de 2017. Seis meses depois, ela mergulhará em direção ao planeta e chegará ao seu termo.

Veja as imagens de quatro dias em Saturno. Veja mais imagens do planeta aqui.

___________________________________________________

Cultura Virtual é um blog sobre Tecnologia, Internet, Cinema e tudo que permeia o conceito de cultura digital.

Google Earth ganha versão para realidade virtual

Se você já achava divertido brincar com o Google Earth no computador, ele acaba de chegar para uma plataforma muito mais imersiva: a realidade virtual. O Google anunciou nesta semana o lançamento do programa para o Vive, o dispositivo de RV da HTC.

O download gratuito pode ser feito pela loja online do Steam. Com os controles do Vive, você pode navegar por diversas cidades com uma perspectiva única.demo-vr-google-earth-htc-vive

Você pode mergulhar do espaço até chegar à altura dos prédios de uma grande cidade, bem ao estilo Superman.

google-earth-in-virtual-reality-animated-gif

Se você tem um HTC Vive, essa experiência é imperdível. Faça o download aqui.

Veja o vídeo de divulgação do Google Earth para realidade virtual:

Tilt Brush: A demonstração mais popular de realidade virtual

imagem-de-mulher-usando-o-google-tilt-brush-no-htc-viveO Tilt Brush é um aplicativo do Google para a realidade virtual. Ele deve ser o princípio de um movimento artístico completamente novo e interativo. Dentro desse app, que funciona nos óculos HTC Vive, você pode criar a sua obra de arte com as cores que desejar utilizando um controle específico que leva as interações da sua mão no mundo real para o virtual.

Como dispensa o uso de materiais como tintas e telas, a arte passa a ser mais inclusiva, apesar do alto custo dos óculos. Nessas obras de arte digitais, você pode chegar bem perto e ver cada detalhe dos desenhos.

A HTC já demonstrou interesse em voltar ao Brasil com o lançamento do Vive. Por enquanto, nada foi oficializado – e o Vive é vendido por mais de 8 mil reais.

Veja abaixo a demonstração do Tilt Brush.

 

___________________________________________________

Cultura Virtual é um blog sobre Tecnologia, Internet, Cinema e tudo que permeia o conceito de cultura digital.