Séries, Netflix, originais da Netflix, vale a pena, o que assistir na Netflix, 3%, 3 porcento, Processo

Vale a pena ver a série 3% na Netflix?

3% é uma série brasileira que chegou exclusivamente à Netflix. O enredo se passa em uma sociedade fictícia onde a meritocracia impera acima de tudo. Os personagens devem, basicamente, escolher entre passar no Processo e se tornarem pessoas com boas condições de vida ou morarem na pobreza para sempre, sem chance de ascensão social. Somente 3% da população que tenta a sorte nesse teste é aprovada.

A ideia é simples. Nessa sociedade ao estilo Admirável Mundo Novo, o Processo é comandado por Ezequiel (João Miguel), um homem pacato, mas de habilidade evidente de liderança. É ele que elabora as provas que mostram se os candidatos são ou não merecedores do Maralto, o local onde vivem os bons.

Legion é um seriado de X-Men que ensina uma lição importante de psicologia

3% não se parece muito com as séries tipicamente brasileiras, aquelas que passam por volta da meia-noite na Rede Globo. Ela é mais hollywoodiana, ainda que evidentemente com recursos escassos.

Os cenários simples e clean ajudaram a deixar o clima do seriado quase tão leve quanto o dos filmes das obras de Chico Xavier. No entanto, nem tudo são flores por ali e as óbvias críticas à meritocracia pura e simples começam a aparecer conforme o enredo se desenrola.

netflix-3-serie
3% mostra a história de pessoas pobres separadas da riqueza por um Processo

No total, são 8 episódios com duração média de 40 minutos. O primeiro capítulo já é envolvente, mas é a partir do segundo que ficamos realmente presos à série. Se você viu os dois primeiros, com atenção e de coração aberto, e não gostou, melhor abandonar o barco. Esses episódios já indicam o caminho da trama.

3% teve muitas críticas quanto ao roteiro, quanto a sua –suposta– previsibilidade e, claro, por ser uma produção brasileira. Ainda assim, dei uma chance à série e não me arrependi.

Me senti vendo Lost novamente, uma história fictícia cheia de emoção e com boas chances e terminar como algo que fosse plenamente satisfatório. Ao chegar ao fim do 8º capítulo de 3%, me surpreendi. Em vez de ser o tipo de seriado que você somente aproveita a viagem e não o destino final (Lost foi assim para mim), o desfecho foi, ao mesmo tempo, satisfatório e familiar.

Vale a pena assistir 3%–mesmo que seja só para você criticar a série depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *